Simplesmente Yoga
REDES SOCIAIS facebook youtube

Como acontece uma Constelação Familiar?

O método das Constelações Sistêmicas, percebido e desenvolvido pelo terapeuta alemão Bert Hellinger, ajuda a visualizar as dinâmicas que agem em um determinado sistema familiar. Ao ver o que ocorre, podemos fazer algo com o que é percebido.

Também há estudos que afirmam que a vivência da constelação atua no sistema familiar como uma força quântica, liberando fluxos de informação relativos a traumas, experiências difíceis e vivências muito dolorosas que marcaram aquele sistema e que podem estar atraindo outros membros para uma repetição daquele evento, normalmente em gerações posteriores. Ou seja, muitas vezes, alguém que é neto ou bisneto ou mesmo filho de alguém que teve um destino trágico poderá, por amor repetir de forma inconsciente o destino do antepassado. A constelação revela esse emaranhamento e muitas vezes a pessoa que se enredou naquele destino, consegue se liberar, se soltar e viver sua própria vida e sua própria história.

Também é surpreendente neste trabalho, como uma constelação gera efeitos em todas as pessoas do sistema familiar. Pesquisadores chamam este fenômeno de ressonância mórfica - quando algo que acontece em um ponto da rede familiar, influencia também em outros pontos, em outros membros do sistema.

Estes enredamentos em destinos e acontecimentos que acontecem nas famílias normalmente são adotados por nós de forma inconsciente e por isso demoramos muito tempo, às vezes anos, às vezes uma vida inteira para percebê-los e trazê-los à consciência.

Essa é a grande contribuição das constelações para o desbloquear situações mal resolvidas. Muitas vezes, nos enrendamos nos problemas de nossos familiares, sempre por amor, e acabamos envolvidos com problemas que não temos a capacidade de resolver, que estão fora do nosso escopo. Ao perceber isso atuando no campo durante uma constelação, fica mais fácil retornarmos ao nosso lugar e retomar o caminho que é nosso: afinal, só do nosso lugar e a partir de nós mesmos podemos realmente agir e prosperar; enquanto nos envolvemos com aquilo que já aconteceu, que ficou no passado, perdermos todas as chances de viver a nossa história de vida.


O que é um Workshop Vivencial de Constelação Sistêmica?

O Constelador convida um cliente que veio para constelar um tema para sentar-se ao seu lado e lhe dizer qual é a questão. De forma simples, e sem precisar se expor intimamente através das palavras, o cliente fala o que lhe dói, o que lhe faz sofrer, o que o impede de ser feliz, ou seja, o cliente pode olhar para seus relacionamentos, seus filhos, sua empresa, sua profissão, sua saúde, alguma doença e para tudo aquilo que lhe causa dor e sofrimento. Para a constelação, as poucas palavras ditas se tornam suficientes, pois é um trabalho que olha para aquilo que é essencial.

Então, o constelador pode pedir ao cliente para escolher entre os presentes algumas pessoas para representar os envolvidos na questão que será constelada. Os escolhidos se posicionam no local indicado e a partir desse ponto, apenas seguem os movimentos que surgem em seus corpos. E são esses movimentos que trazem as dinâmicas ocultas e inconscientes daquela questão à tona, facilitando para o cliente perceber onde pode ser a fonte de um problema da sua vida. O próprio exercício da constelação já altera o campo familiar em busca de um equilíbrio mais leve e produtivo entre aqueles que pertencem a um sistema.

O campo sistêmico é muito poderoso. Mesmo as pessoas que vêm apenas para participar acabam recebendo alguma coisa para si e para seu próprio sistema familiar, que pode ajudá-los a caminhar de uma forma mais saudável na vida. A Constelação Familiar é uma ferramenta para todos.


Um pouco mais sobre o campo familiar

O campo familiar é similar a uma consciência que contém todas as informações que pertencem a determinado grupo familiar. Esse campo age sobre nós o tempo todo. Por ele estamos ligados à nossa história e tudo o que ocorreu com nossos antepassados e nele ficará a história que for criada para frente, através de nossos filhos, netos e demais sucessores. Algumas vezes, algumas situações causam desordem no campo, o que pode gerar dificuldades para os que integram esse sistema.

Todos nós somos influenciados por nosso campo familiar, queiramos ou não, saibamos ou não, concordemos ou não, tenhamos consciência ou não: isso não é importa, pois é um campo que existe e atua sobre nós, independente de nossa vontade.

Sobre esse assunto, o cientista inglês Rupert Sheldrake escreveu o livro "Uma nova ciência da vida" onde descreve a descoberta e o funcionamento destes campos, que ele chama de "Campos Morfogenéticos".

* Este é um artigo do site www.iperoxo.com

 







voltar
Tweet